quinta-feira, 17 de outubro de 2013

A Personalidade


"O que é a Personalidade?
A origem da expressão remete-nos para persona, máscara utilizada no teatro clássico para representar as emoções dos actores. A Psicologia, dentro das diversas linhas de estudo, apropriou-se deste conceito associando-o a uma série de outros que também eram utilizados para definir as particularidades da individualidade tais como carácter, índole (feitio) e temperamento. A natureza da sua constituição ou estrutura, numa linguagem mais moderna, e a possibilidade de classificação em tipos tem sido a regra da maioria dos estudos sobre este tema.
 A personalidade é um elemento relativamente estável na conduta da pessoa. É o que nos torna únicos, diferentes de todos. A personalidade diz respeito a características pessoais e que suportam uma coerência interna. Sempre que nos referimos à personalidade referimo-nos aos sentimentos, emoções, pensamentos, atitudes, comportamentos, motivações, tomadas de decisão, projectos de vida, etc. Ela permite que nos reconheçamos e que sejamos reconhecidos pelos outros, representa uma fidelidade, uma continuidade de formas de estar e de ser.
 A personalidade é uma construção pessoal que decorre ao longo da nossa vida, e uma elaboração da nossa história, da forma que sentimos e interiorizamos as nossas experiências, acompanha e reflecte a maturação psicológica. Em suma, a personalidade é um processo activo e que intervém em diferentes factores.

Factores que influenciam a Personalidade
São três os factores que influenciam a personalidade, eles estão relativamente interligados, embora a influência desses factores seja diferente nos diferentes indivíduos e nas diferentes fases da vida, a saber:
· influências hereditárias;
· meio social;
· e experiências pessoais

Influências hereditárias
Cada pessoa apresenta-se na sua singularidade fisiológica e morfológica. O padrão genético estabelecido no momento da concepção influencia as características da personalidade que um indivíduo desenvolverá. De forma que, um dano que afecte o cérebro, herdado ou causado à nascença pode ter grande influência sobre o comportamento da pessoa. Na determinação do temperamento estão as variações individuais do organismo, concretamente a constituição física e o funcionamento do sistema nervoso e do sistema endócrino, que são em grande parte hereditários.
Além disso, os factores somáticos ou orgânicos como o peso, a altura e o funcionamento dos órgãos dos sentidos podem afectar o desenvolvimento da personalidade.
O estudo dos gémeos é um dos métodos usados para analisar o papel da hereditariedade e demonstrou que, na generalidade, é nas características da personalidade que a semelhança é menor,  em comparação com as semelhanças físicas e intelectuais.

 O meio social
O meio social desempenha um papel determinante na construção da personalidade. Esta forma-se num processo interactivo com os sistemas de vida que a envolvem como a família, o grupo de amigos, a escola, o trabalho, etc. A família tem um papel muito importante, principalmente nos primeiros anos de vida pelas características e qualidade das relações existentes. O tipo de ambiente e clima em que se vive (hostil, violento, harmonioso, etc.) também dá a sua contribuição no desenvolvimento da personalidade.
Quanto mais próximo é o relacionamento de duas pessoas, tanto mais é provável que as características da sua personalidade sejam as mesmas.
  
Experiências pessoais
A qualidade de relações precoces e o processo de vinculação na relação mãe/filho são fundamentais na estruturação e organização da personalidade.  A complexidade das relações familiares vai influenciar as capacidades cognitivas, linguísticas, afectivas, de autonomia, de socialização e de construção de valores das crianças e jovens.
Outro aspecto muito importante na construção da personalidade é a adolescência com a formação de uma identidade, que se reflecte, no vestir, nas ideias defendidas e nas formas de se expressar.
Ao longo de toda a vida decorrem acontecimentos que marcam a personalidade de quem os vive, tais como mortes, violações, frustrações, cura de uma doença grave, divórcio, etc. A forma como representamos essas experiências e o modo como conseguimos (ou não) superá-las e integrá-las na nossa vida são o reflexo de uma personalidade."
|Miguel Alexandre Palma Costa, http://rotasfilosoficas.blogs.sapo.pt/3435.html





_____________
As principais características da personalidade

"Carver e Scheier dão a seguinte definição: "Personalidade é uma organização interna e dinâmica dos sistemas psicofísicos que criam os padrões de comportar-se, de pensar e de sentir característicos de uma pessoa". Esta definição salienta que a personalidade:
  • é uma organização e não uma aglomerado de partes soltas; Isto significa que a personalidade forma uma totalidade.
  • É dinâmica e não estática, imutável; A personalidade possui dinamismo (está sempre em construção) e continuidade (apesar das alterações que sofre ao longo da vida, a personalidade mantém um conjunto constante de tendências que marcam a identidade do indivíduo).
  • É um conceito psicológico, mas intimamente relacionado com o corpo e seus processos; As características físicas de um indivíduo fazem parte da sua personalidade, parte do que somos é hereditário. Mas a personalidade não depende exclusivamente da hereditariedade: temos que contar com o meio social e com as experiências pessoais para sabermos o que deu origem à maneira de ser, agir e pensar de uma pessoa.
  • É uma força ativa que ajuda a determinar o relacionamento da pessoa com o mundo que a cerca; Esta é outra dimensão do dinamismo da personalidade: o ser humano pode sempre evoluir, mudando a forma como reage às situações e alterando o seu pensamento sobre si e sobre o mundo que o rodeia. Isto porque existe uma orientação interna para a relação com os outros e com o mundo que exige uma constante adaptação do indivíduo.
  • Mostra-se em padrões, isto é, através de características recorrentes e consistentes; Isto acontece porque a personalidade funciona como uma totalidade organizada, cada elemento está ligado aos restantes. Por isso é possível saber se o comportamento de uma pessoa é 'estranho' ou 'inesperado', se uma pessoa é por norma calma e amável, se tiver um comportamento agressivo, fora dos seus padrões habituais de comportamento, isso pode significar que está a acontecer algo de errado com a pessoa (uma doença, uma agressão, etc.).
  • Expressa-se de diferentes maneiras - comportamento, pensamento e emoções. A personalidade manifesta-se como singularidade: cada indivíduo é único e diferente de qualquer outro e isso manifesta-se em todas as dimensões do seu ser."
Actividades:
1. Tendo em conta os três factores que influenciam a personalidade, responda à seguinte questão: Pode considerar-se que um dos factores tem mais peso do que os outros? Para responder à questão levante uma hipótese consistente e procure fundamentá-la com base numa pesquisa sobre esta temática. Se encontrar posições divergentes deve analisar as teses e os argumentos de cada uma delas com vista a poder decidir qual lhe parece mais consistente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário